Cuiabá, Sexta-feira, 24 de Maio de 2019

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 

Construção civil se expande no interior de Mato Grosso


Setor imobiliário no interior de Mato Grosso registra uma curva ascendente de crescimento. Nos últimos anos, a demanda vem se concentrando nas cidades onde o agronegócio é ais forte. 

Novos conceitos de construção está o sendo levados para as regiões Norte e Sudeste, onde empreendedores de todo o País estão investindo no setor que mais emprega no Brasil. 
Proprietário de imobiliária em Rondonópolis, Carlos Alberto Lucio dos Santos, diz que este é um momento favorável para empresários. Ele, que tem o negócio há 10 anos, afirma que comparado á Capital, o interior tem preços acima do mercado.

"O Estado está em expansão. A Copa do Mundo está incentivando os investidores e também as linhas de crédito que são liberadas para todas as classes são os principais responsáveis por esta evolução". Rafael Nogueira, proprietário de outra imobiliária, está investindo em um empreendimento de alto padrão em Sorriso. Para ele esta é uma das regiões mais promissoras porque tem um crescimento anual satisfatório. "As novas empresas percebem que faltam algumas coisas para completar a infraestrutura da cidade e assim descobrem um nicho de mercado que traz lucro e ao mesmo tempo colabora com o progresso da região."

Residencial Cidade Jardim é o primeiro investimento aqui, lançado em abril deste ano, já foram vendidos cerca de 150 lotes. "Uma série de fatores garantem o sucesso nas vendas, como o aumento populacional, a Copa de 2014 que está trazendo grandes empreendimentos, e principalmente o agronegócio". Nogueira ainda conta que tem novos investimentos previstos para os próximos anos em Mato Grosso.

O presidente do Sindicato das Indústrias da Construção do Estado (Sinduscon/MT), Cezário Siqueira atribui a base agrícola como principal fator de crescimento. Para ele as linhas de crédito que permitem o financiamento de imóveis para todas as classes e a geração de renda estimulada pelas novas empresas que se instalam no interior contribuem para que aumente a procura por imóveis na região.

De acordo com Siqueira, o setor privado tem condições para continuar investindo e o poder público vai conseguir acompanhar essa tendência. "Cada domínio deve cumprir com sua responsabilidade, o setor privado investe em moradias e o poder público deve garantir melhorias em transporte, educação, segurança, entre outros, nos locais onde há crescimento habitacional".

Para o presidente do Conselho de Corretores de Imóveis de Mato Grosso (Creci/MT), Ruy Pinheiro, "Mato Grosso é a bola da vez". Ele atribui a expansão do setor da construção civil ao bom momento da economia. "Empresas de todos os setores estão investindo no interior porque é o celeiro do agronegócio. Isso faz com que tenhamos necessidade de mais construtoras, mais moradia para as pessoas". Segundo o Creci, de 2010 até hoje houve uma avalanche no número de corretores em todo o território mato-grossense. Desde o início de 2012 entraram ao mercado imobiliário 550 corretores. "Mais de 15 empresas estão fazendo aplicações na Capital e no interior atualmente. Se os resultados forem positivos precisaremos de mais profissionais".

Da Redação, original Só Notícias.

Data: 18/01/2013
Fonte: Da Redação, original Só Notícias.
 
Rua Gov. Jari Gomes, 10, Boa Esperança, Cep: 78068-480 - Cuiabá - MT
E-mail: geosolo@geosolo.com.br, Tel: (65) 3627-6811
Corpyright© 2013 - 2019. Todos os direitos Reservados. Sites em Cuiabá: VILLASBOASWEB.