Cuiabá, Sexta-feira, 19 de Julho de 2019

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

 

Reciclar o entulho da construção civil, artigo de Roberto Naime


 

Publicado em maio 24, 2010 por 

Reciclagem é a expressão que melhor sintetiza a mudança de atitude exigida pelos novos paradigmas ou padrões de relacionamento do homem com os meios naturais (físico e biológico).

A reciclagem do entulho da construção civil tem vantagens econômicas, sociais e ambientais. Permite economia na aquisição de matéria prima, pela substituição dos materiais naturais pelo entulho beneficiado. Produz diminuição da degradação ambiental gerada pelo acúmulo de entulho em locais inadequados, responsável por assoreamentos e enchentes em cursos de água superficiais. Permite a preservação das reservas naturais de matéria prima.

A reciclagem de argamassas, concretos, cerâmicas, tijolos e assemelhados pode ser reutilizada em pavimentação (BODI, J. Experiência Brasileira com Entulho Reciclado na Pavimentação. In: Reciclagem na Construção Civil, Alternativa Econômica para Proteção Ambiental, 1997, São Paulo. Anais… São Paulo: PCC – USP, Departamento de Engenharia de Construção Civil, 1997. 76 p. p. 56-59).

Pode também ser utilizada em agregados para concreto, quando diminui a quantidade de cimento, quando o material deve estar isento de faces polidas em materiais cerâmicos (pisos e azulejos) que interferem reduzindo a resistência a compressão dos concretos.

Embora pesquisas tenham demonstrado eficácia do processo, vários fatores como os relacionados à durabilidade do concreto produzido ainda precisam ser analisados (HANSEN, T.C. RILEM Report No 6, E&FN Spon, 1992; RILEM TC 121 – DRG. Specification for concrete with recicled aggregates. Materials and Structures, v. 27, p. 557-559, 1994; CONSTRUÇÃO Para não virar pó. São Paulo: Pini, n. 2348, p. 10, fev. 1993). As prefeituras de São Paulo e a de Ribeirão Preto já utilizam blocos de concreto feitos com entulho reciclado.

O entulho pode ser processado também por equipamentos chamados “argamasseiras” que moem o entulho na própria obra em granulometria semelhante a da areia, permitindo o uso em argamassas de assentamento e revestimento (LEVY, S. M., HELENE, P. R. L. Reciclagem do entulho de construção civil, para utilização como agregado de argamassas e concretos. São Paulo: Escola Politécnica da Universidade de São Paulo. Dissertação de mestrado. 1997 146 p; HAMASSAKI, L. T, SBRIGHI NETO, C., FLORINDO, M. Uso do entulho como agregado para argamassas de alvenaria. In: Seminário sobre reciclagem e reutilização de resíduos como materiais de construção, 1996, São Paulo. Anais… São Paulo: PCC – USP, Departamento de Engenharia de Construção Civil, 1996. 161 p. p. 109-117).

O processamento dos entulhos de construção civil poderá ainda ser utilizado em concreto reciclado como agregado, no encascalhamento de estradas, no preenchimento de vazios em construções, no preenchimento de valas de instalações e no reforço de taludes em aterros.

A indústria da construção civil tem passado pela implantação de amplos programas de qualidade, onde as empresas atuam fortemente para suprir as deficiências de formação de seus recursos humanos e propiciam treinamentos específicos em larga escala. E muitas vezes possibilitam a participação dos colaboradores nos resultados dos programas de qualidade e gestão de resíduos sólidos (NAIME, R. ; LERNER, L. . Gestão de resíduos sólidos na Construtora Melnick – Porto Alegre – RS. Gestão e Desenvolvimento (Novo Hamburgo), v. 4, p. 77-83, 2007).

Este fato induzirá a grandes melhorias num futuro próximo. Mas é necessário a participação do poder público como indutor e parceiro destas melhorias, como já praticam as prefeituras de São Paulo, Curitiba, Belo Horizonte e Ribeirão Preto.

Roberto Naime, Professor no Programa de pós-graduação em Qualidade Ambiental, Universidade FEEVALE, Novo Hamburgo – RS, é articulista do EcoDebate.

 

Data: 18/01/2013
Fonte: Roberto Naime, Professor no Programa de pós-graduação em Qualidade Ambiental, Universidade FEEVALE, Novo Hamburgo – RS, é articulista do EcoDebate.
 
Rua Gov. Jari Gomes, 10, Boa Esperança, Cep: 78068-480 - Cuiabá - MT
E-mail: geosolo@geosolo.com.br, Tel: (65) 3627-6811
Corpyright© 2013 - 2019. Todos os direitos Reservados. Sites em Cuiabá: VILLASBOASWEB.